GENTE

GENTE

Cheil tem novidades na estrutura

Cheil tem novidades na estrutura

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por


25 de Junho de 2022

A Cheil traz novidades em sua estrutura e anuncia a nova formatação das áreas de Criação e Planejamento, que passam a ser unificadas com as frentes de Content e Business Intelligence, respectivamente. A fusão foi resultado de um movimento natural por ser um comportamento que sempre fez parte da rotina diária da agência.

Leia também: Lucas Pimentel é Novo Diretor de Marketing da RX  

"É um momento novo na Cheil, em que poderemos combinar meios com uma mensagem mais ampla para os clientes, utilizando insights rápidos de content e uma criação mais fresh. Unir as duas áreas faz sentido para uma entrega horizontal, multicultural e sem barreiras”, explica Felipe Andrade, atual Diretor Executivo de Criação da Cheil, que passa a assumir também a liderança do hub de conteúdo, consolidando a integração das duas frentes nas operações e entregas da agência. 

A divisão criativa de conteúdo é composta por dois squads, cada um com 11 profissionais, entre gerentes de conteúdo, community managers, analistas de social insights, analistas de content, criativos e motion, que passam a trabalhar juntos a fim de integrar cada vez mais as ideias levadas aos clientes.   

Na última década vimos a ascensão das práticas de BI nas agências e, hoje, são essenciais para a operação - ainda, que muito novas dentro do contexto do mercado. A partir disso, a Head de Estratégia Paula Queiroz, pensa que: existem muitos modelos de execução, mas nenhuma conclusão sobre qual é o melhor deles. 

"O único consenso é que é preciso aproveitar melhor a geração de dados no processo criativo e de tomada de decisões das agências. No meu entendimento o Business Intelligence traz não apenas dados, mas sim uma fotografia fiel do comportamento passado e presente via resultados e métricas de campanhas que, somado ao modelo de pensamento do planejamento - naturalmente orientado para o futuro- permite uma visão estratégica mais profunda, realista e embasada”, afirma.

Na divisão de planejamento e BI, da qual Paula também passa a ser responsável pela liderança, a equipe é composta por mais de 20 pessoas, com perspectivas de crescimento até o final do ano. 

A decisão da Cheil sobre formar as novas estruturas tem como objetivo oferecer entregas cada vez mais digitais, sinérgicas e data-driven, sempre embasadas em verdades do consumidor e ligadas de forma mais verdadeira ao business dos clientes da agência. "Estamos dando mais corpo e mais diferenciais ao nosso modelo “one stop shop”, pois não se trata apenas de análise de métricas, e sim de uma perspectiva de jornada. Não é só dizer que tal campanha performou bem ou deu maior quantidade de engajamento, mas saber se essa execução se transformou em vendas e se essas vendas estão alinhadas com a necessidade de margem da marca”, conclui Paula Queiroz.

Tags: publicidade cheil agencias mudancas-de-cargos