MICE BUSINESS

MICE BUSINESS

Entidades refletem sobre as implicações do ESG nos eventos

Entidades refletem sobre as implicações do ESG nos eventos

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por
); ?>


28 de Abril de 2022

Depois da onda metaverso, agora é a vez do ESG...

Guardadas as devidas proporções e sem tirar o mérito da questão, as práticas ambiental (Environmetal), social (Social) e corporativa (Governança) são uma abordagem para avaliar até que ponto uma corporação trabalha em prol de objetivos de sustentabilidade dos negócios, do meio ambiente e dos colaboradores. Modismo ou não, muitas empresas estão refletindo sobre a aplicação prática de ESG nas organizações, avaliando sua performance no assunto e investindo em novos parâmetros de gestão. 

Leia também: Práticas sustentáveis em redes hoteleiras são foco de pesquisa do FOHB

As entidades e organizações sem fins lucrativos também estão nessa onda. A Ampro – Associação de Marketing Promocional / Live Marketing, por exemplo, participa do Think Tank ESG, organizado pela Câmara Brasileira da Indústria de Eventos – CBIE no próximo dia 29 de abril, no WTC, em São Paulo. O encontro reunirá as principais instituições e profissionais do mercado para discutir as implicações dos princípios ESG nos eventos, sob coordenação de Alexis Pagliarini, ex-presidente executivo da AMPRO e da MPI e fundador da ESG4, consultoria especializada em processos ESG e Design Thinking.

As práticas ambiental (Environmetal), social (Social) e corporativa (Governança) são uma abordagem para avaliar até que ponto uma corporação trabalha em prol de objetivos de sustentabilidade dos negócios, do meio ambiente e dos colaboradores.

"Será um grande momento de reunir profissionais de várias entidades, agências, consultorias, do setor do Live Marketing, para refletir sobre as melhores práticas do ESG. E coincide com o momento em que lançamos, recentemente, a campanha ‘Estamos ESGotados’, que vai ao encontro dos princípios do ESG", afirma a presidente-executiva da Ampro, Heloisa Santana.

Ao lado de Heloísa, participam representantes de outras instituições, como Abeoc -  Associação Brasileira de Empresas de Eventos, Abrace– Associação Brasileira das Montadoras e Locadoras de Stands, Abrafesta – Associação Brasileira de Eventos Sociais, Abrape – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos, Academia Brasileira de Eventos e Turismo, Advb – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, Alagev - Associação Brasileira de Agentes de Viagens Corporativas, Apresenta, CNAEvTur – Câmara Nacional de Arbitragem dos Eventos e Turismo, Evento Fácil, Evento Sustentável, MPI – Meeting Professionals International, SPC&VB – São Paulo Convention & Visitors Bureau, Ubrafe – União Brasileira dos Promotores de Feiras, além de consultores e profissionais especializados. 

Os insights e conclusões serão apresentados ao mercado e ajudarão o setor de eventos a entrar em sintonia com o tema.

Tags: sustentabilidade eventos negocios esg entidades governana